Wildfires: problema constante em Alberta (e no Canadá todo)

Quem não mora aqui talvez não saiba, mas queimadas são um problema constante no Canadá. Todo santo ano, nessa época de primavera-verão, vários focos de incêndio — os chamados wildfires — começam a pipocar aqui e ali nos parques canadenses, se espalhando com força e queimando tudo que encontram pela frente. Uma tragédia, tal qual as enchentes do verão carioca, inevitáveis.

Segundo dados, todo ano são queimados uma média de 2.5 milhões de hectares (quase um estado do Alagoas inteiro) por causa dos wildfires. E a tendência é piorar!

O que acontece é que o clima em boa parte do Canadá é muito, muito seco. Quando as temperaturas começam a aumentar, qualquer fagulha é suficiente pra causar um estrago daqueles. E sim, humanos ainda são a principal causa dos incêndios! Estudiosos apontam que cerca de dois terços das queimadas são causadas pelos homens, seja por acidente, descuido ou até mesmo má-fé (vai saber). O restante eles estimam ser causado por raios.

Geralmente o wildfire fica mais nos parques e áreas florestais, mas pode acontecer de atingir cidades, como foi o caso de Fort McMurray em 2016. 

A época das queimadas geralmente vai de abril a outubro (ou seja, época em que elas são mais propícias), mas alguns pesquisadores alertam que essa temporada está começando cada vez mais cedo. Alberta e BC são as províncias mais afetadas, mas Saskatchewan e Ontario também costumam ser atingidas pelo fogo.

E em Edmonton?

Dependendo da intensidade, a fumaça se espalha pelo país todo e afeta a vida de pessoas mesmo a centenas ou milhares de quilômetros de distância. Este ano, o fogo está atingindo a província de British Columbia, mas a fumaça tem deixado o céu de Edmonton todo encoberto, com a qualidade do ar a níveis alarmantes. Foram quase duas semanas respirando um ar nem um pouco limpo, o que acabou ocasionando dores de cabeça, de garganta, problemas respiratórios e tonturas em algumas pessoas. A coisa ficou tão feia que o Índice de Qualidade do Ar chegou a 10, o nível máximo em termos de risco para a saúde!

E quem acampa também precisa ficar alerta: alguns campgrounds simplesmente proíbem pessoas de fazer fogueiras caso o risco de incêndio seja alto (o famoso fireban).

Tem jeito?

Felizmente as florestas canadenses conseguem se recuperar razoavelmente bem, mas esse é um problema que incomoda, principalmente do ponto de vista ambiental. Infelizmente não tem muito que nós, na cidade, possamos fazer a não ser tomar muito cuidado se mexer com fogo. E claro, sempre respeitar o fireban.

Se a qualidade cair, como está acontecendo esse ano, o bom é evitar fazer exercício ao ar livre, beber muita água e evitar ficar em locais fechados com ar condicionado.

Para ficar por dentro dos firebans em Alberta, clique aqui.

Para acompanhar o Índice de Qualidade do Ar em Alberta, clique aqui. Para ver de todas as províncias do Canadá, clique aqui.

E para ver o mapa interativo mostrando os focos de incêndio no país, clique aqui.

%d blogueiros gostam disto: