Um caso de amor com Downtown

Eu costumo ter um certo carinho pelo centro da cidade. No Rio, apesar de tudo que tinha errado com os bairros que faziam parte da região, eu adorava (na verdade, mantinha uma relação de amor e ódio, mas deixa quieto). Aqui em Edmonton, Downtown continua me atraindo. São os detalhes históricos, as lojas, os restaurantes, sei lá. Só sei que Downtown é um dos lugares mais legais da cidade.

Cultura

Pra começar, o centro de Edmonton tem o seu Art District, uma espécie de parceria entre diferentes instituições para promover a revitalização da cultura no bairro.

E com isso, nós cidadãos é que ganhamos. Em Downtown nós temos o Winspear Centre (uma casa de shows), a Biblioteca Pública (já falei da biblioteca nesse post aqui), a Art Gallery of Alberta (museu de arte contemporânea), o Citadel Theatre (casa de espetáculos) e a Sir Winston Churchill Square (mais conhecida como Churcill Square. A Elisa, do blog Casei e Mudei, fez um post bem completo sobre os arredores da praça).

Art Gallery of Alberta em Downtown
Art Gallery of Alberta

Tudo isso a poucos passos de distância. E ano que vem, a região ainda vai ganhar o Royal Alberta Museum também (confere meu post sobre esse museu MARA).

Ah, antes que eu me esqueça! Downtown tem uma coisa linda que merece um post inteiro só pra ele, chamada The Places (Art & Design in Public Places). É uma iniciativa da comunidade artística da cidade que consiste em espalhar obras de arte pelo bairro. Tem esculturas, desenhos, e até uns poemas nonsense (que eu AMO de paixão!). Conheçam já esse projeto maravilhoso!

Gastronomia

Talvez você não saiba, mas o cenário gastronômico de Edmonton é bem interessante (já viu que a cidade ficou no Top 10 de melhores pizzas do mundo?). Temos bons restaurantes espalhados por todos os lados, e vários se concentram mesmo é no centro.

Sardinhas, no restaurante Sabor
Sardinhas, no restaurante Sabor (foto do Instagram @sabor_yeg)

O Corso 32, um restaurante italiano, já foi eleito um dos melhores novos restaurantes do Canadá em 2011. Onde fica? No coração da cidade, é claro, em plena Jasper Avenue (principal avenida de Downtown). E o Uccellino, novo italiano comandado pelo mesmo chef do Corso, está na disputa para o mesmo prêmio este ano. E sim, também está localizado no centro.

O Rostizado, para quem prefere uma comida mexicana, é também um dos mais aclamados. Com uma decoração meio retrô e um menu pra lá de inspirado (e apimentado), o Rostizado vive cheio — e também já disputou o prêmio de melhor restaurante canadense!

Mas não para por aí: em Downtown, tem restaurante pra todos os paladares. Culinária asiática (amo o Mikado!), hamburgueres (o Red Robin tem refil de batata frita grátis!), cafés diversos (Blue Plate Diner: melhor café da manhã!), cozinha mediterrânea (o Sabor, com pratos portugueses e espanhóis, é muito elogiado) e até uma churrascaria brasileira (Pampa Grill).

História

Alberta Legislature
Alberta Legislature, com suas fontes e jardins

O Canadá é um país recente, se comparado à história mundial, e Edmonton, então, ainda é um bebê. Mas até que temos bastante recantos históricos por aqui.

Neon Sign Museum em Downtown
Neon Sign Museum

A própria Alberta Legislature (sede do governo provincial) é um belíssimo exemplo. O prédio é do começo do século 20, e é uma lindeza que agrada pela paisagem e pela tranquilidade do lugar. Pois além do prédio emblemático que pode ser visitado a qualquer momento (ou com as visitas guiadas gratuitas que são oferecidas), o terreno ainda tem jardins e fontes que criam um visual lindo! Perfeito para um passeio em qualquer época.

Outro lugar curioso é o Neon Sign Museum, um museu a céu aberto com placas de neon antigas. Em plena 104 street, as placas adornam algumas paredes e criam um visual bem bacana de noite, quando todas ficam acessas. Vale dar uma passadinha por lá só pela curiosidade (e faz parte do The Places, que eu falei lá em cima).

E bem nos limites de Downtown temos o começo de Chinatown com o seu imponente Harbin Gate, um pórtico que marca a entrada do bairro. O pórtico em si não é tão antigo (data de 1987, até eu sou mais velha que ele), mas é um belo representante da cultura chinesa que foi abraçada por Edmonton. Afinal, os primeiros imigrantes do país começaram a chegar aqui ainda no século 19!

Rogers Place e Ice District

E o Centro ganhou mais uma atração! Acabou de inaugurar, agorinha em setembro/2016, o Rogers Place, parte do Ice District, o novo reduto de entretenimento da cidade.

Rogers Place

O Rogers Place é uma arena, para receber não apenas os tradicionais jogos de hockey canadenses, mas também shows e espetáculos. Ele é enorme, e inclusive fez um super evento de inauguração (que eu não consegui ir, snif). Também já está cheio de evento agendados, o primeiro sendo o jogo dos Oilers, time de hockey da cidade, mas também consta no calendário:

  • Espetáculo do Cirque du Soleil
  • Show da Carrie Underwood
  • Show do Kanye West
  • Apresentação da Amy Schumer (nem sabia que ela fazia show oO)

E o Ice District é o nome da área onde o Rogers Place está. Mas a arena é só o começo. Entre as atrações do Ice District estão:

  • Um jardim de inverno
  • Um novo cassino (Grand Villa Casino, inaugurado em setembro/2016)
  • Uma torre comercial de 27 andares (Edmonton Tower)
  • Uma nova estação de LRT (McEwan Station, inaugurada em setembro/2015)
  • Um hotel Marriott
  • Um complexo de cinemas
  • E mais um catatau de coisas!

Tem muito mais em Downtown, é claro. Vários prédios históricos escondidos entre as estruturas modernas (alguns estão no meu post do 6 on 6 de junho) e muitos recantos a ser descoberto (sem contar o River Valley, oras!). Dá pra fazer uma série de posts só sobre esse bairro lindo!

E aí, já te convenci a separar um tempinho para explorar Downtown?

skyline-night-large

2 opiniões sobre “Um caso de amor com Downtown

  • setembro 29, 2016 em 4:51 am
    Permalink

    Uau! Adorei o post! Tanta coisa que eu não sabia que tinha aqui em downtown!!
    Ps: amei o pinback para o meu post sobre a Churchill Square ❤️

    Resposta
    • setembro 29, 2016 em 2:19 pm
      Permalink

      Downtown é um prato cheio! Com certeza tem mais coisa que nem coube no post… E eu achei ótimo seu post sobre a Churchill logo quando eu tava planejando um sobre o centro! 😉

      Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: