O paraíso dos raw feeders

Entendedores entenderão.

Quando eu morava no Rio, era quase um ET por não dar ração pro meu cachorro. No Brasil essa tendência ficou conhecida como Alimentação Natural e pregava justamente uma forma mais natural de alimentar o cachorro (ou gato), com carnes e vegetais frescos. Desde os 6 meses de idade o Yoshi come dessa forma.

Quando vim para o Canadá, isso me preocupou. No Brasil eu encontrava bucho, rim, bofe, miúdos de porco, pé de galinha. Como que eu vou achar essas coisas em Edmonton?!

Simples, indo na pet shop. Aqui no Canadá esse tipo de alimentação é tão conhecida que você consegue comprar carne crua na pet shop. Empresas moem carcaças inteiras, com ossos, carnes e vísceras, e vendem congelado. Sem. Nenhum. Aditivo.

Pausa. Carne CRUA??? Sim, carne crua. Muitas pessoas já arregalaram os olhos pra mim quando falei isso. Cães e gatos são carnívoros e não sei de nenhum carnívoro que cozinhe sua presa antes de comer.

Voltando.

Quem é adepto dessa dieta sabe que a palavra-chave é variedade. Graças às empresas que já vendem as carcaças moídas congeladas, meu cachorro já comeu pato, coelho, bisão, alce, peru… é o paraíso!

Além disso, aqui encontrei a famosa green tripe. Green tripe é na verdade o estômago dos ruminantes (como o boi) só que sem passar pelo processo de branqueamento e limpeza. Sabe aquele bucho clarinho que você encontra no mercado? Pois é, é a green tripe depois de limpa. E eu entendi por que ela precisa ser limpa.

Ela fede. Muito. MUITO. É nojento. Mas meu cachorro adora e tem milhões de benefícios para a saúde. É um dos alimentos mais nutritivos que ele pode comer. Por isso, vale o esforço de ter que lidar com esse troço na minha cozinha.

Green tripe no modo bruto. E você aí achando que rim que era fedido! Sabe de nada, inocente!
Green tripe no modo bruto. E você aí achando que rim que era fedido! Sabe de nada, inocente!

(Pra saber mais sobre os benefícios do green tripe, clique aqui).

%d blogueiros gostam disto: