Explorando as Badlands: Writing-On-Stone Provincial Park

Quem vê as montanhas nevadas e os lagos cristalinos de Alberta nem imagina que essa mesma província pode abrigar um ecosistema tão diferente, onde os ursos e alces dão lugar aos escorpiões e cobras venenosas. Sim, estou falando das Badlands, essa região árida e rochosa que já foi lar de muitos dinosauros a milhares de anos atrás.

Apesar das Badlands não serem exclusividade de Alberta, é aqui que elas são mais proeminentes, ocupando uma área que abrange 300 km no sul da província.

E foi pensando em explorar um dos parques da região que nós decidimos pegar o carro, dirigir 6 horas, chegar quase até a fronteira com os EUA e enfim conhecer o Writing-On-Stone Provincial Park.

O Parque

O Writing-On-Stone beira a fronteira com o estado americano de Montana, e fica a longas 6 horas de distância de Edmonton (quem sai de Calgary consegue chegar em 3h30). Por ser um parque provincial, a entrada é gratuita.

Os mais animados podem passar a noite lá, já que o Writing-On-Stone tem uma área para camping (não se esqueça de reservar com antecedência!). Quem não tiver RV ou barraca, pode reservar uma das cabines do comfort camping (fica a dica!). A alternativa é apenas aproveitar da área de day use, composta por parquinho infantil, mesas de picnic e espaço para churrasco e fogueira (lenha precisa ser comprada a parte na lojinha do parque).

O diferencial do Writing-On-Stone, e justamente o que originou esse nome, foram as descobertas das inscrições em pedras feitas pelas tribos nativas da região. Muitas estão lá até hoje e podem ser vistas pelos visitantes!

As trilhas

O parque em si é pequeno, e possui poucas trilhas. Uma delas faz o trajeto camping – Visitor Centre, e, apesar de ter alguma inclinação, é bem fácil e curtinha, sendo acessível a todos. O legal da trilha é passar no meio dos hoodoos, formações rochosas um tanto quanto peculiares criadas pela erosão.

Outra trilha, bem maior (cerca de 2 horas ida e volta) é a que leva à Battle Scene, uma pedra com inscrições que representam uma grande cena de batalha que teria ocorrido na região.

Ela também passa no meio dos hoodoos, mas tem a paisagem mais variada, com pedaços em grama, pedaços em terreno seco, muitas pedras e uma vista lindíssima do Milk River, que cruza o parque.

O que tem pra fazer

Além das trilhas mencionadas acima, quem visita o Writing-On-Stone pode ficar de olho nos eventos programados para o parque (em sua maioria, educativos), que geralmente acontecem no verão.

Além disso, o tempo estando bom, é possível nadar no Milk River ou andar de canoa ou caiaque (quer uma dica de barco inflável para andar nos lagos e rios canadenses? Faz que nem eu e aproveita essa promoção mara da Amazon!)

Espero ter motivado vocês um pouquinho a viajar e desbravar essa linda província que nós temos! E para saber mais sobre o parque, visite a página oficial.

Não deixe de conferir também meus outros posts sobre as Badlands: